O que muda para sua empresa com o fim dos likes no Instagram

A notícia sobre o fim dos likes no Instagram movimentou a internet no final do mês de abril e início de maio.

Anunciado como rumor, inicialmente, recebeu confirmação da empresa proprietária da rede social, o Facebook, durante a conferência F8, encontro anual da empresa, realizado em San Jose, Califórnia, no dia 30 de abril.

Como já estamos notando nos últimos tempos, muitas empresas já estão fazendo seus negócios por meio do Instagram.

O Blog da Agência Freela trouxe informações sobre esse assunto neste artigo aqui e, também, neste outro texto, que fala mais especificamente sobre Stories.

No entanto, com essa mudança estrutural bastante intensa, fica a pergunta: o que muda para sua empresa com o fim dos likes no Instagram?

O Instagram e os negócios

Se para os influenciadores dos mais diversos segmentos, o Instagram é a plataforma visual ideal para a produção de conteúdos, para as marcas, a rede é poderoso canal de comunicação e vendas!

Tanto o feed, quanto o Stories e, também, o IGTV, são constantemente preenchidos com produtos diversos, anúncios, reservas, e-commerce, branding, etc.

Seu produto ainda não está no Instagram? Você pode estar perdendo uma fatia de mercado extremamente promissora. A Agência Freelapode lhe auxiliar nesse processo, fale com nossa equipe de atendimento.

Mas a pergunta que está no título deste artigo ainda não foi respondida: com essa mudança anunciada pelo Facebook, as pequenas, médias e grandes empresas que fazem uso do Instagram vão sofrer alguma mudança em seus negócios?

O fim dos likes no Instagram

Para entendermos esse processo de forma mais detalhada, vale explicar que não estamos falando da total extinção dos simpáticos coraçõezinhos que tanto marcaram a história do Instagram.

Vamos aos fatos. Na conferência anual do Facebook, a F8, citada acima, os executivos do Instagram afirmaram que, de fato, encontra-se em teste uma versão que omite a visualização dos “likes” nas postagens.

Ou seja, aquele número de curtidas – que no caso dos famosos influenciadores digitais costumam ser altíssimos – deixariam de ser exibidos.

Agora vem a parte importante dessa história: a exibição deixaria de acontecer para o público, mas não para o usuário. O dono do perfil continuaria a ter acesso a esses números de interação e engajamento.

Menos pressão

A pressão sobre o usuário tem sido, de acordo com o Instagram, a grande motivadora dessa mudança.

Ao omitir o número de likes, a plataforma busca interromper a grande competição por popularidade e, dessa forma, focar mais no conteúdo.

A mudança também ainda não tem data definida para estar, efetivamente, liberada para usuários em geral.

O que muda para sua empresa

Até o momento, pelas poucas informações que foram anunciadas, nada muda para a empresa que faz uso do Instagram como ferramenta para os negócios.

Como o foco passa a ser o conteúdo, isso ainda é um ponto de grande relevância para as marcas – afinal, existem diversos mecanismos de inflar e comprar likes disponíveis no mercado.

Com um bom conteúdo orgânico, seus produtos, mensagens e ofertas nas diversas possibilidades do Instagram vão continuar sendo destaque na hora de converter em engajamento e vendas.

Gostou da ideia? Vamos conversar mais sobre o assunto e potencializar o Instagram como um canal de vendas e fortalecimento de sua marca. Fale conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *